A beleza não se define por um número de roupa

Olá, acharam que só mulher podia falar de número de roupa né? Hehe. Pois é o colaborador desse blog resolveu fazer um post especial para o dia das mulheres, sobre uma opinião meio polêmica que eu tenho.

Eu não sou muito de escrever post que saiam do meu mundo de filmes e quadrinhos, mas eu resolvi escrever uma opinião sincera sobre a visão de uma pessoa totalmente aleatória a respeito de todos os padrões que existem sobre corpo, peso e beleza no mundo das mulheres.

Esqueça os padrões, eles podem existir, mas o mundo ia ser muito chato de todos fossemos todos iguais, algumas coisas têm que mudar e para começar que tal deixar de lado o “padrão” e ser você mesma? As pessoas julgam tudo e todos o tempo todo até quando você (se encaixa em tudo que a mídia enfia nas nossas cabeças) e é “perfeita”, então seja feliz por você e releve todo comentário que possa te fazer mal, porque a felicidade começa por nós.

Eu escolho as roupas quando elas cabem em mim kkkkkk (até um dia desse eu achava que só tinha P, M ou G). E se você perguntar qual o número que a Larissa veste eu provavelmente vou errar (não me apaixonei por uma balança ou uma fita métrica), porque isso nunca importou pra mim, então que tal vestir o que te faz bem, porque a gente não é definido por números :D

beleza-padrao_console-cor-de-rosa-anna-larissa-1

 

Eu acho que mulheres são mais do que roupas, maquiagem e beleza, inclusive esse blog é de uma garota que fala sobre vídeo game e as vezes fala de moda e beleza, não existe essa história de coisa de menino e coisa de menina. Eu acredito que nós não podemos definir cores, hobbies, esportes e diversas outras entre feminino ou masculino. ;)

Também não acredito que devemos separar as coisas, parece “errado” quando vejo em blogs que o look é plus size, é como se as pessoas que vestem 46 fossem diferentes. Pra mim a roupa que nós vestimos deve ser para nos fazer sentir bem, sejamos magros, altos, gordos, brancos, negros ou qualquer outro “padrão” que as pessoas insistem em inventar, então porque a “moda” tem que classificar que tipo de pessoa é você?

Espero que vocês tenham gostado da minha  invasão aqui no blog para falar de assuntos femininos e deixar um recado para todas as leitoras do blog (inclusive a dona do blog).

Seja livre pra ser a mulher que você é.

Até a próxima! ;)